O Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat) realiza, todos os anos, o Outubro Urbano. O mês se inicia com o Dia Mundial do Habitat e se encerra com o Dia Mundial das Cidades (31 de outubro). O Outubro Urbano conta sempre com dois temas selecionados para estimular o debate entre diversos setores sobre como tornar a vida nas cidades melhor para todas e todos.

Em 2020, o Dia Mundial do Habitat abordará o tema da “Habitação para todas e todos: um futuro urbano melhor” e o Dia Mundial das Cidades focará no tema “Valorizando nossas comunidades e cidades”. Esta 3ª edição do Circuito Urbano será realizada de forma totalmente virtual em parceria com os escritórios do ONU-Habitat em Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e se centrará no tema “Cidades Pós-COVID-19: Diálogos entre o Brasil e a África lusófona” e os eventos abordarão como subtemas as questões trazidas pelo Dia Mundial do Habitat e o Dia Mundial das Cidades.


Webinar

O Instituto 17 (i17), foi selecionado para participar pela terceira vez do Circuito Urbano, neste ano com a realização de um webinar com o tema “O Novo Normal: Comunidades LGBTQIA+ e Inclusão”.

Nosso evento estabelecerá um diálogo entre as organizações Íris Angola (Angola), LambdaMoz (Moçambique), Associação Bárbaros Cultural Desportiva (Brasil) e o antropólogo e pesquisador, especialista em estudos de gênero, Wagner Xavier de Camargo.

Cada participante apresentará uma reflexão sobre as realidades da comunidade LGBTQIA+ de seu respectivo país e/ou sua área de atuação, apontando os desafios e as ações realizadas para seu enfrentamento.

Após as apresentações individuais, nossa mediadora, a professora Andresa de Souza Ugaya, facilitará um debate entre os participantes, efetivando a troca de experiências e direcionando questionamentos do público em geral.

O evento será transmitido online, ao vivo, através dos canais do YouTube da ONU-Habitat, Instituto 17 e Instituto Hori, no dia 31 de Outubro de 2020, das 15 às 17h (horário do Brasil).

Mais informações, clique aqui.

Participantes:

◼︎ Alberto Menezes Hossoe

Presidente da Associação Bárbaros Cultural Desportiva. Brasil

Formado em Ciências com Habilitação em Matemática, professor e Coordenador Pedagógico. Atualmente também preside o Bárbaros, organização inclusiva que iniciou sua história com a inserção de pessoas da comunidade LGBTQIA+ no mundo do esporte através do futebol.

◼︎ Wagner Xavier de Camargo

Antropólogo. Brasil

Antropólogo vinculado à Assoc. Brasileira de Antropologia e Pesquisador vinculado ao Serviço Alemão de Intercâmbio Acadêmico (DAAD). Pós-doutor em Antropologia Social pela UFSCar, Doutor em Ciências Humanas pela UFSC, dedica-se a investigar corpo, gênero e sexualidade na Educação Física e nos Esportes, atuando com arsenal teórico da Antropologia, da Sociologia e dos Estudos de Gênero.

◼︎ Carlos Fernandes

Cofundador e Diretor Geral da Associação Íris Angola. Angola

Ativista angolano envolvido com a comunidade LGBTQIA+ de Angola e colaborador do primeiro grupo de festas GLS do país. Carlos é cofundador e, atualmente, atua como Diretor Geral da primeira ONG angolana atuando diretamente com esta comunidade nas áreas de educação, justiça social, saúde e família, incluindo trabalhos de educativos e de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis (ISTs).

◼︎ Fau Mangore

Diretor Executivo Adjunto – LAMBDA – Moçambique

Bacharel em economia e ativista pelos direitos LGBT. Atual diretor executivo adjunto da LAMBDA, atua também como Gestor de Programas. É membro da Coligação Africana de Mulheres Lésbicas, representa os interesses da juventude LGBT no grupo Young LGBT Leaders da Commonwealth e é membro representante do grupo de mulheres LBQ na inglesa Stonewall.

Mediação:

◼︎ Andresa de Souza Ugaya

Professora do Departamento de Educação Física da Faculdade de Ciências da Unesp Bauru. Brasil

Graduação, Mestrado e Doutorado em Educação Física pela Universidade Estadual de Campinas. Coordena o grupo de trabalho do Núcleo Negro da UNESP para Pesquisa e Extensão e o Laboratório de Corporeidade, Cultura e Arte. Desenvolveu o projeto Núcleo de Ensino “Quilombagem na escola: cultura negra na Educação Física e na Arte”. Presidiu a Comissão de Averiguação das auto declarações das cotas raciais.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: